quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Declínio Cognitivo Leve


A queixa de memória apresentada por alguns idosos distinguiu-se de quadros demenciais pela primeira vez por Kral, em 1962, utilizando-se o termo de "esquecimento benigno da senescencia", caracterizando um quadro de dificuldade a evocação de nomes e datas do passado, que poderiam ser relembrados facilmente em outras ocasiões, sugerindo assim apenas um problema de recordação da informação. Considera-se assim que um "esquecimento maligno" é a demência, seja ela de que tipo for, comprometendo mais funções cognitivas e as atividades de vida diária. Muitos estudos relatam que o declinio leve pode ser considerado uma demência leve (Alzheimer), em contrapartida, outros estudos não encontram essa evidência. A Academia Americana de Neurologia publicou parâmetros para se detectar o Declínio Cognitivo Leve (DCL), recomedando o uso de uma entrevista clínica competente, associado a testes cognitivos de rastreio e avaliação neuropsicológica. Além disso enfatizam a importância do seguimento cuidados desses pacientes para possivel detecção futura de demência.
Quer entender mais??? envie sua pergunta/comentário para nosso blog!!!
Abçs Neuropsis
Fonte: Neuropsicologia Hoje - Ed. Artes Médicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário